(11) 3383-1200
atendimento@raidho.com.br
Diferentes visões, diferentes culturas Nós sabemos onde fica o exótico de cada parte do mundo

     
Dicas
   
 
 

DICAS GERAIS – CHINA



A República Popular da China (RPC), vulgarmente conhecida como China, é o maior país da Ásia Oriental e o mais populoso do mundo, com mais de 1,3 bilhão de habitantes, aproximadamente um sétimo da população da Terra. É uma república socialista governada pelo Partido Comunista da China sob um sistema de partido único e tem jurisdição sobre 22 províncias, cinco regiões autônomas (Xinjiang, Mongólia Interior, Tibete, Ningxia e Guangxi), quatro municípios (Pequim, Tianjin, Xangai e Chongqing) e duas Regiões Administrativas Especiais com grande autonomia (Hong Kong e Macau). A capital da República Popular da China é Pequim.

Com aproximadamente 9,6 milhões de quilômetros quadrados, a República Popular da China é o terceiro ou quarto maior país do mundo em área total e o segundo maior em área terrestre. Sua paisagem é variada, com florestas de estepes e desertos (os de Gobi e Taklamakan) no norte seco e frio, próximo da Mongólia e Sibéria (Rússia), e florestas subtropicais no sul úmido e quente próximo ao Vietnam, Laos e Mianmar. O terreno do país, a oeste, é de alta altitude, com o Himalaia e as montanhas Tian Shan formando fronteiras naturais entre a China, a Índia e a Ásia Central. Em contraste, a costa leste da China continental é de baixa altitude e tem uma longa faixa costeira de 14.500 quilômetros, delimitada a sudeste pelo Mar da China Meridional e a leste pelo Mar da China Oriental, além de onde estão Taiwan, Coréia e Japão.

Na terra de Mao, os pontos turísticos obrigatórios são a Cidade Proibida e a impressionante Muralha da China. O primeiro é um complexo de palácios do passado imperial chinês que começou a ser construído entre 1406 e 1420, e tem as construções mais recentes datadas do século 18. A entrada principal da Cidade é voltada para a Praça da Paz Celestial, marcada pela imagem do estudante solitário que desafiou tanques do exército, enquanto outros eram massacrados, no distante 4 de junho de 1989.

 
 
 
 



A outra visita obrigatória é a Muralha da China. Visível até do espaço, a Grande Muralha da China tem 7.200 km de extensão. A construção original data de 221-207 a.C., mas grande parte do que se visita hoje foi construído na dinastia Ming (1368-1644). Capital – Pequim

Moeda – Renminbi (Yuan)

Idioma Oficial – Chinês Mandarim

Fuso Horário – Meridiano de Greenwich + 8 horas / Brasília + 12

Vistos consulares – Brasileiros em viagem a turismo ou negócios necessitam de visto de entrada. Ao entrar com o pedido de visto, é preciso informar o motivo da viagem e as regiões que pretende visitar. Também é necessário apresentar um convite de uma agência de turismo da China e a passagem aérea de ida e volta. A permissão é emitida em sete dias úteis a partir da entrada do pedido.
Documentos –

Passaporte com validade mínima de 06 meses.

01 foto 3x4 recente (COLORIDA E COM FUNDO BRANCO)

01 formulário totalmente preenchido e assinado ( cópia em frente e verso - sem rasuras)

Obrigatório certificado de vacina contra febre amarela.

Certifique-se de estar em dia com as vacinas contra pólio e tétano e vacine-se contra hepatites A e B e tifo. Para quem vai visitar áreas rurais da China, é aconselhável levar medicamentos contra malária e encefalite japonesa. Esta última é transmitida por mosquitos que são abundantes no verão e podem provocar outras doenças. Clima / Melhor Época –

A China tem um clima dominado principalmente por estações secas e monções úmidas, o que leva a diferenças de temperatura no inverno e no verão. No inverno, os ventos do norte, provenientes de áreas de altas latitudes, são frios e secos; no verão, os ventos do sul, de zonas marítimas em baixa latitude, são quentes e úmidos. O clima na China é diferente de região para região por causa da extensa e complexa topografia do país.

O auge da temporada turística da China é entre junho e setembro, a época mais quente do ano, com temperatura média de 32ºC. É ainda uma época difícil para locomover-se de uma atração turística a outra, já que boa parte da população também está viajando.

No inverno, as temperaturas podem baixar a até -25ºC. Se for para o norte da China, leve um agasalho à prova d'água e de vento, luvas, malha de lã, meias quentes e calçados resistentes. Se for para o sul, leve roupas quentes e malhas de lã. Primavera e Outono são os melhores períodos do ano para visitar a China. A temperatura é agradável na maior parte do território chinês. Principais cidades e lugares de interesse turístico – Beijing (Pequim), Grande Muralha da China, Xian, Shanghai, Hong Kong.

História - A história da China tem mais de quatro mil anos. Ela teve uma das civilizações mais velhas do mundo e, durante a Idade Média, a ciência e as artes chinesas eram mais avançadas do que as européias. Os chineses in¬ventaram o papel, a impressão, a pólvora, e tinham grande talento para a poesia, pintura, teatro e cerâmica. Depois, sua grandeza caiu, e por muitos anos sofreu a pobreza, as revoluções e as guerras.

Em decorrência das invasões sofridas, a China foi dividida em reinos feudais independentes no período compreendido entre os séculos III e IV. Neste tipo de reino, o rei desempenhava a função de chefe religioso e aos nobres cabia a responsabilidade de defender o território contra as invasões estrangeiras.

Após um período de luta entre os principados, quando os nobres já se encontravam mais fortes do que o rei, deu-se início ao surgindo das primeiras dinastias chinesas. A primeira delas foi a Sui, que no ano de 580 consegui unificar os reinos. No ano de 618, esta dinastia foi substituída pela Tang, que teve como ponto marcante a contribuição significativa com o desenvolvimento cultural do povo chinês.

A dinastia Tang entra em declínio após ser derrotada pelos árabes no ano de 751, sendo substituída, em 907, pela dinastia Sung, que elevou o crescimento econômico e estimulou o desenvolvimento da cultura. Foi durante esta dinastia que a pólvora foi inventada.

A partir da linha de pensamento do filósofo Confúcio, que defendia a idéia de que a natureza humana é boa, porém, é corrompida pelo uso indevido do poder, a política foi influenciada de tal forma que contribuiu com a unificação cultural da China.

No período compreendido entre os anos de 1211 e 1215, os mongóis invadem a China e dão início ao seu império, que passa a ser dividido em 12 províncias; contudo, eles dão continuidade ao desenvolvimento alcançado pelo reino anterior.

Em 1368, a dinastia mongol é derrubada pela resistência interna, e, esta, assume o poder com o nome de dinastia Ming. Durante este período, foi realizada uma política que expandiu o território chinês para a Manchúria, Indochina e Mongólia. Entretanto, este reinado começa a cair em decorrência da chegada dos europeus, em 1516, e tem seu fim definitivo no ano de 1644, após a invasão manchu.

Quando se fala em China, impossível deixar de ver outros dois pontos importantes: O primeiro deles é o budismo, que teve forte influência nas manifestações artísticas chinesas como a literatura, a pintura e a escultura. O segundo é a Grande Muralha da China, que foi levantada, antes do século III A.C, com o propósito de defender os principados contra as invasões de seus inimigos. Foi reconstruída ente os séculos XV e XVI cruzando o país de leste a oeste.


 
     
Através da lista de casamento Raidho, os convidados presenteiam o casal com cotas, de diferentes valores, que se transformam na viagem dos sonhos!
REDES SOCIAIS
NEWSLETTER
Receba nossas promoções e novidades em seu E-mail.
Aceito os termos de uso e política de privacidade
Login: Senha: Esqueceu a Senha?
ÁREA RESTRITA CÂMBIO ON-LINE
Euro (EURO): R$ 3,950
Dólar (US$): R$ 3,350
20/10/2017 às 14h 42 min
DESENVOLVIDO POR
VMB Consultores & Informática