(11) 3383-1200
atendimento@raidho.com.br
Diferentes visões, diferentes culturas Nós sabemos onde fica o exótico de cada parte do mundo

     
Dicas
   
 
 

DICAS GERAIS – EMIRADOS ÁRABES


Os Emirados Árabes Unidos são uma confederação de estados de grande autonomia, chamados emirados, situada no sudeste da Península Arábica, no Sudoeste Asiático no Golfo Pérsico. Os Emirados Árabes Unidos fazem fronteira com Omã e com a Arábia Saudita. Os sete emirados são Abu Dhabi, Dubai,Sharjah, Ajman, Umm al-Quwain, Ras al-Khaimah e Fujairah.

A capital e segunda maior cidade dos Emirados Árabes Unidos é Abu Dhabi. A cidade também é o centro de atividades políticas, industriais e culturais.

Os Emirados Árabes Unidos têm a sexta maior reserva de petróleo do mundo e possui uma das mais desenvolvidas economias do Oriente Médio. O país tem, atualmente, a trigésima sexta maior economia a taxas de câmbio de mercado do mundo, e é um dos países mais ricos do mundo por Produto Interno Bruto per capita.

Abu Dhabi, vizinho da famosa Dubai, é o maior de todos os sete emirados com uma área de 67.340 quilômetros quadrados, equivalente a 86.7 % da área total do país. Abu Dhabi começa a ser considerada a cidade verde mais perfeita do mundo; imagine um paraíso com água fresca, sombra, arquitetura futurista, e turistas de sobra. Infra-estrutura de lazer e atrações é o que não vão faltar lá, já que Abu Dhabi é o oitavo maior produtor de petróleo e tem investido milhões para ser o polo turístico da região.

 
 
 
 


Entrecortada por amplas avenidas, Dubai é um dos sete emirados árabes reunidos desde 1971, dois anos após a descoberta de petróleo na região. Um emirado é um Estado governado por um emir, título dos soberanos muçulmanos.

Com a riqueza do petróleo (previsto para esgotar nos próximos anos), os dirigentes estão fazendo do antigo e modesto posto de mercadores um imponente centro de comércio e turismo no Oriente Médio.

Construíram e financiaram a construção de edifícios e hotéis modernos, lançaram competições esportivas internacionais e criaram áreas específicas para atração de visitantes, como o centro de comércio internacional. Para turistas à procura de novas emoções, oferecem esquiar na neve ou passear nas dunas do deserto e usufruir da hospitalidade dos beduínos.

A comida local nem sempre é a comida típica árabe, que inclusive é difícil de ser encontrada em alguns restaurantes. Um pouco pelo fato de muitos bares e restaurantes serem americanos e europeus, outro tanto pela falta de “mistura” entre nativos e turistas. Mas, para quem quiser experimentar a culinária árabe, alguns dos pratos mais servidos são o harees (mistura de carne e cevada com consistência de pudim), ouzi (cabra cozida com arroz, cebolas e ovos) e o tharid (prato antigo feito com vegetais, carne e pão, assado no vapor).

As exportações de petróleo e gás natural desempenham um papel importante na economia, especialmente em Abu Dhabi. Um boom de construção maciça, uma base industrial em expansão e um próspero setor de serviços estão ajudando os Emirados Árabes Unidos a diversificar sua economia. Em todo o país há atualmente US$ 350 bilhões em valor de projetos de construções ativas. Tais projetos incluem o Burj Khalifa, atualmente o edifício mais alto do mundo, a Aeroporto Internacional Dubai World Central, que, quando concluído, será o aeroporto mais caro já construído, e as três Palm Islands, as maiores ilhas artificiais do mundo. Outros projetos incluem o Dubai Mall, que é o shopping do mundo, e um arquipélago artificial chamado The World, que pretende aumentar ainda mais a crescente indústria do turismo de Dubai. Capital – Abu Dhabi

Moeda – Dirham Árabe

Idioma Oficial – Árabe

Fuso Horário – Meridiano de Greenwich + 4 horas / Brasília + 7

Vistos consulares – Em geral, todos os visitantes requerem autorização de entrada, exceto os passageiros em trânsito e os cidadãos dos países do Conselho de Cooperação dos países do Golfo Árabe – CCGA.

Os vistos podem ser facilmente obtidos para todos os visitantes, exceto os israelitas e os que tem o carimbo de Israel em seus passaportes.

Brasileiros em trânsito nos Emirados Árabes, com permanência inferior a 96 horas naquele país, podem obter autorização de entrada, diretamente no aeroporto de Dubai, em sua chegada ao país. Caso o destino final seja Emirados Árabes, indiferente do prazo de permanência, o visto deve ser obtido antes da chegada. Documentos –

À Turismo: O visitante deverá entrar em contato com um hotel nos Emirados Árabes Unidos, e fazer a reserva, informando a data da chegada, o número e o horário do vôo além de providenciar cópias das primeiras páginas do passaporte o qual deverá ter validade mínima de seis meses. O mesmo hotel se encarregará de enviar um formulário a ser preenchido e devolvido (via fax ou e-mail). A pessoa que solicita o visto deverá ficar com uma cópia do formulário; bem como ter em mãos a resposta do hotel contendo o número do visto de entrada. Ao chegar no país, o visitante encontrará seu visto no aeroporto, devendo apresentar o formulário e o número de visto às autoridades.

No caso em que a pessoa tenha amigos ou parentes morando e trabalhando nos Emirados Árabes Unidos, os mesmos poderão providenciar o visto.

É importante ressaltar que em todos os casos, o visitante deverá ter em mãos o número do visto antes de viajar aos Emirados Árabes Unidos.

Em caso de pacotes turísticos adquiridos através de operadoras de turismo brasileiras, a maioria delas, presta o serviço de intermediação do pedido de visto. Consulte a agência/operadora para obter maiores informações e custos. Clima / Melhor Época – Temperaturas amenas e dias ensolarados no inverno, e muito calor e umidade nos meses de verão. No inverno, os dias têm temperatura agradável, na média de 24ºC, mas as noites são relativamente frias: de 12ºC a 15ºC na costa, e 5ºC no meio do deserto ou no topo das montanhas.

A melhor época para visitar os Emirados Árabes Unidos é nos meses de Dezembro, Março e Abril para ver o Sharjah Ramadan Festival, o Abu Dhabi Festival for Sales, o Dubai Summer Surprises e o Dubai Shopping Festival. Estes são os meses mais frios e os melhores para explorar os Emirados Árabes Unidos. História –

A arqueologia assinalou a existência de importantes entrepostos comerciais nas costas do golfo Pérsico, já no tempo dos sumérios. A região manteve-se vinculada ao resto da Arábia até o século XVI, quando os portugueses desembarcaram no litoral. Cem anos depois, chegou a companhia inglesa das Índias Orientais, cujos funcionários foram continuamente hostilizados por piratas, donde a designação de Costa dos Piratas. Os ingleses reagiram, e em 1853 firmaram com os xeques um tratado que estabelecia uma trégua marítima. Assim, a região passou a denominar-se Omã da Trégua. O território esteve sob protetorado inglês de 1892 a 1960, quando se formou o governo dos Estados da Trégua. A situação se manteve assim até 1971, quando o Reino Unido retirou suas tropas do país. Em 2 de dezembro de 1971 nasceu a federação dos Emirados Árabes Unidos como nação independente. No início, só seis estados integravam esse grupo; depois, em 1972, Ras al-Khaima incorporou-se à federação, enquanto Bahrein e Qatar optaram por formar seus próprios estados.

Com a conquista da independência, promulgou-se, em dezembro de 1971, uma constituição provisória, reformada em 1976 e 1981, que concedeu a máxima autoridade a um conselho supremo composto pelos xeques de cada emirado. Além disso, instituiu-se uma série de organismos aos quais se outorgaram os poderes executivo e judiciário, embora de caráter federal, já que cada emirado mantinha sua autonomia em matéria legislativa, tributária, criminal etc.

Os Emirados Árabes Unidos fazem parte da Liga Árabe, da Organização de Países Exportadores de Petróleo, do Conselho de Cooperação do Golfo Pérsico, do Movimento de Países não-Alinhados e da Organização das Nações Unidas.

Sociedade e cultura. A situação social do país apresenta graves contrastes devido às diferenças existentes entre os emirados. Não obstante, a federação destina grande parte de seu orçamento à melhoria dos serviços sociais, tanto na saúde como na educação.

Os Emirados integram o mundo árabe, com cultura e religião islâmicas. Graças à prosperidade da indústria petrolífera, o país modernizou-se bastante, embora ainda subsistam formas tradicionais de vida e organizações tribais patriarcais.


 
     
Através da lista de casamento Raidho, os convidados presenteiam o casal com cotas, de diferentes valores, que se transformam na viagem dos sonhos!
REDES SOCIAIS
NEWSLETTER
Receba nossas promoções e novidades em seu E-mail.
Aceito os termos de uso e política de privacidade
Login: Senha: Esqueceu a Senha?
ÁREA RESTRITA CÂMBIO ON-LINE
Euro (EURO): R$ 3,950
Dólar (US$): R$ 3,350
20/10/2017 às 14h 42 min
DESENVOLVIDO POR
VMB Consultores & Informática