(11) 3383-1200
atendimento@raidho.com.br
Diferentes visões, diferentes culturas Nós sabemos onde fica o exótico de cada parte do mundo

     
Dicas
   
 
 

DICAS GERAIS – MAURITIUS



A Maurícia ou Maurício (por vezes chamadas como Ilhas Maurícias/Ilhas Maurício) é um país do oceano Índico, constituído pelas ilhas Mascarenhas orientais (ilha Maurícia e ilha Rodrigues) e por dois arquipélagos de ilhotas mais a norte: as ilhas Cargados Carajos e Agalega.

A Maurícia disputa ainda com Madagascar e a França a ilha de Tromelin. Os seus vizinhos mais próximos são o departamento francês de Reunião, a oeste, e as Seychelles, a norte.

Sua capital é Port Louis. Juntamente com Líbia e Seychelles, é o único país do continente africano com Índice de Desenvolvimento Humano considerado alto.

Mauritius é o destino favorito de celebridades, “Jet-setters” e realeza de todo o mundo, que consideram a ilha uma dos mais belos lugares da terra. A combinação de uma atmosfera cosmopolitana, praias de areia branquíssima, águas cristalinas, chiques hotéis, um serviço de primeira e a mistura da cozinha creola, Indiana, chinesa e européia fazem de Mauritius um destino difícil de ser batido. As ilhas montanhosas e paradisíacas repousam no meio do oceano índico a dois mil quilômetros de Durban (África do Sul) e quase seis mil quilômetros de Bombaim na Índia. Incorporar as Ilhas Mauritius com um safári em algum país remoto seria a melhor das escolhas para as férias ou lua de mel. A frase mais apropriada e ouvida e na ilha é: Não tem problema, você está no paraíso. Ao contrario de muitos outros “paraísos” o povo manteve a hospitalidade espontânea no turismo.

A ilha de 186 quilômetros quadrados tem um platô central, sendo o sul mais montanhoso que o norte. A grande parte da vegetação nativa foi transformada em campos de cana de açúcar e outras plantações.

 
 
 
 


Inglês é a língua oficial, Frances é amplamente falado, mas a população prefere falar creole. A ilha é conhecida pelo extinto pássaro Dodô que se acredita ter perdido a capacidade de voar por falta de predadores, não tendo a necessidade de fugir. Erroneamente associado aos cisnes, o Dodô pertenceu a mesma família dos pombos.

As Ilhas Maurício também são uma ótima opção de viagem para casais em Lua-de-mel. Além de lindo, o lugar oferece muito romantismo e tem alguns dos melhores e mais sofisticados resorts do mundo.

O clima local é o tropical e predominantemente quente. A capital do país, e também maior cidade, é Port Louis. O país também possui uma diversidade cultural que encanta os turistas. Misturam-se a cultura indiana, africana, européia e chinesa.

A gastronomia das Ilhas Mauricio é uma combinação extraordinária de cozinhas tão diversas como a crioula, a francesa, a indiana e a chinesa, com natural predominância da primeira. Aparte dos variados restaurantes especializados numa dessas cozinhas, outros há que apresentam bufetes contendo deliciosas combinações de pratos com origens diversas. Recomenda-se carne de veado, camarões com molho picante, arroz de caril e ananás com molho chilli. Capital – Port Louis

Moeda – Rúbia Mauríciana (MUR)

Idioma Oficial – Inglês

Fuso Horário – Meridiano de Greenwich + 4 horas / Brasília +7

Vistos consulares – Brasileiros necessitam de visto. Documentos –

Se o objetivo da viagem for turismo, para portadores de passaporte brasileiro é obrigatório: o passaporte ter validade de pelo menos mais 6 meses a partir da data de retorno da viagem e uma página em branco para ser carimbada.

O país é soberano - podendo ou não permitir a entrada de cada indivíduo, tendo ou não o visto.

É obrigatório tomar a vacina de febre amarela (comprovante internacional). Clima / Melhor Época –

Maurício é um destino para visitar durante qualquer época do ano. A temporada mais quente vai dos meses de novembro a abril, com temperaturas próximas aos 30 graus centígrados e com um mínimo de risco de ciclones, de finais de dezembro a final de fevereiro.

A temporada mais fresca vai dos meses de maio a outubro. Tempo quente nas zonas costeiras, mais fresco e chuvoso no interior. Sopram brisas marítimas durante todo o ano. A temperatura media anual varia entre os 24º e os 30º C. e a da água do mar chega a atingir os 27º, não descendo a menos de 22º C.

História –

Originalmente, Mauritius era uma ilha inabitada. Todos os Mauricianos são descendentes dos imigrantes que chegaram na ilha após o século 16. A ilha pode ter sido conhecida pelos navegantes árabes e malaios na Idade Média, mas os primeiros europeus a visitá-la foram os portugueses no século 16. Eles não tentaram estabelecer-se, mas usaram meramente a ilha para provisão de seus navios.

Em 1598 os holandeses visitaram a ilha e nomearam-na pelo seu príncipe Maurício de Nassau. Em 1638 estabeleceram uma colônia que durou até 1710. Foi por essa época que o Dodô, o famoso pássaro não voador de Mauritius, se tornou extinto.

Em 1715 os franceses reivindicaram a ilha, rebatizando-a Ilê de France. A primeira colônia foi estabelecida em 1722. Um grande número de escravos foram importados da África e de Madagascar. Foram usados para trabalhar nas plantações estabelecidas por toda a ilha.

Tentativas foram feitas pelos franceses para produzir café, cravos-da-índia, índigo, e açúcar. Somente o açúcar, entretanto, poderia suportar os terríveis ciclones que flagelaram a ilha, e assim tornou-se a colheita principal. Durante as guerras entre a Grã Bretanha e a França nos séculos 18 e 19, Ilê de France foi uma base importante para as operações navais francesas. Em 1810, os Ingleses enviaram uma grande frota de navios e homens e capturaram a ilha. Pelos termos do Tratado de Paris de 1814, a ilha foi formalmente cedida aos Ingleses, que a rebatizaram Mauritius.

O tratado permitiu também que os habitantes retivessem sua religião, leis, e costumes. Assim a Igreja Católica Romana, o código civil francês, e a língua e a cultura francesas foram sancionados oficialmente. Eles têm remanescido características proeminentes da sociedade Mauriciana até o presente. Embora o Inglês seja a língua oficial, o Francês pode também ser usado na Assembléia Legislativa, que é o órgão governante da ilha.

Uma nova era começou na história de Mauritius quando a escravidão foi abolida em 1833. Os escravos livres deixaram as plantações e tornaram-se artesãos ou pequenos agricultores. Os fazendeiros enfrentaram uma séria falta de mão de obra rural. Eles se voltaram para a Índia como uma fonte de trabalhadores. Entre 1837 e 1907, quase 450.000 indianos foram trazidos para Mauritius. Nos séculos 19 e 20, os comerciantes chineses chegaram também na ilha.


 
     
Através da lista de casamento Raidho, os convidados presenteiam o casal com cotas, de diferentes valores, que se transformam na viagem dos sonhos!
REDES SOCIAIS
NEWSLETTER
Receba nossas promoções e novidades em seu E-mail.
Aceito os termos de uso e política de privacidade
Login: Senha: Esqueceu a Senha?
ÁREA RESTRITA CÂMBIO ON-LINE
Euro (EURO): R$ 3,950
Dólar (US$): R$ 3,350
20/10/2017 às 14h 42 min
DESENVOLVIDO POR
VMB Consultores & Informática